doutoramento políticas públicas

políticas públicas europeias e internacionais

Ano letivo 2017/18

Docente: Helge Jörgens

Créditos (ECTS): 6
Horas de aula: 20
Número de sessões: 10
Área científica: políticas públicas
Língua de ensino: português

Semestre letivo: 1.º
Horário: terça-feira, das 18h00 às 20h00
Calendário e Salas: consulte aqui

Objetivos

A unidade curricular visa consolidar o conhecimento empírico e a compreensão teórica do funcionamento das instituições europeias, dos processos políticos multinível de tomada de decisão na União Europeia, bem como a nível global/internacional. Trabalhos académicos recentes nesta área servirão de base às discussões em aula.

Programa

1. Introdução: o estudo das políticas públicas Europeias e internacionais
1.1 A globalização e o estado-nação
1.2 Policy-making no sistema multi-nível europeu e global
1.3 Teorizando a produção de políticas na União Europeia e a nível internacional
2. Políticas públicas Europeias
2.1 A Europeização de políticas públicas
2.2 Novos modos de policy-making: governança experimental na UE
2.3 A União Europeia como actor na política internacional
3. Políticas Internacionais
3.1 O poder de Policy-Making das Organizações Internacionais
3.2 Actores transnacionais na política internacional
3.3 A difusão internacional de políticas públicas: uma nova forma de governança global?
4. Conclusão: "Governança sem governo" ou "governança com muitos governos"?

Bibliografia básica

Börzel, T.A. and Risse, T. (2003) 'Conceptualizing the Domestic Impact of Europe', in Featherstone/Radaelli (eds), The Politics of Europeanization, Oxford, 57-80.
Carlsnaes, W., Risse, T. and Simmons, B.A. (eds) (2012) Handbook of International Relations, 2nd Edition, London (cap. 13 e 17).
Enderlein, H., Zürn, M. and Wälti, S. (eds) (2010) Handbook on Multi-level Governance, Cheltenham (cap. 1 e 5).
McGrew, A. (2014) 'Globalization and Global Politics', in Baylis, Smith and Owens (eds), The Globalization of World Politics: An Introduction to International Relations, Oxford, 15-31.
Phinnemore, D. and Warleigh-Lack, A. (eds) (2009) Reflections on European Integration: 50 Years of the Treaty of Rome, Basingstoke (cap. 4 e 7).
Vogler, J. (2011) 'The European Union as a Global Environmental Policy Actor', in J. Connelly and R.K.W. Wurzel (eds), The European Union as a Leader in International Climate Change Politics, London, 21-37.

Avaliação

Participação ativa nas aulas (25%), apresentação e discussão de textos (25%) e trabalho final individual escrito (50%). A participação ativa nas aulas inclui a assiduidade e a capacidade de responder a perguntas sobre as leituras obrigatórias. O trabalho final escrito pode ser um exercício de investigação, incluindo a análise de uma questão de pesquisa (até 20 pgs.) ou duas recensões analíticas sobre um conjunto de textos incluídos na bibliografia da unidade curricular (cada uma até 10pgs.).

[versão completa disponível em Fénix]